O alicerce bem dimensionado e executado de uma edificação, garante um melhor comportamento da estrutura e minimiza as chances de infortúnios futuros, por menor que sejam, como as trincas e rachaduras (que podem ser indicadores de outros problemas mais graves).

Provavelmente a importância de um bom planeamento já ficou bem claro aqui nesta série das etapas da obra.

O concreto tem ganho de resistência ao longo do seu período de cura, chegando em 28 dias à resistência esperada. Geralmente consideramos as resistências de 3, 7, 14 e 28 dias como referência. Por isso, executamos os serviços em função da resistência de cada período e do tipo de estrutura, dada sua cura.

Então, para seguir a sequência executiva da estrutura, é sempre importante estar atento à resistência alcançada até então pela mesma.

Do ponto de vista amplo, para que não haja ociosidade, é fundamental planejar a sequência de atividades no canteiro de forma que sempre haja trabalho e que gere tempo para cura de cada elemento.

A finalização da fundação se dá com a impermeabilização da mesma. Vários produtos no mercado estão disponíveis para proteger a estrutura da umidade do solo, que pode infiltrar e prejudicar o funcionamento do sistema. Os mais comuns são de origem asfáltica.

wp_20150210_001
Aplicação de impermeabilizante nas cintas.

Como é possível notar na imagem, boa parte das cintas ficaram significativamente acima do nível do solo, situação muito comum. Principalmente porque no caso foi previsto em projeto que a parte principal da casa ficaria alguns centímetros acima da garagem, que ficou mais próxima do nível do passeio por sua vez, mesmo que acima do nível deste último.

Para execução do contrapiso, foi necessário preencher o espaço vazio com terra e posteriormente brita, para nivelamento e execução do contrapiso.

O preenchimento foi feito com a própria terra retirada do terreno na etapa anterior e armazenada num lote próximo, com permissão do proprietário. Caso esta opção não esteja disponível, a terra pode ser armazenada no próprio terreno.

wp_20150213_002
Preenchimento de terra (antes de ser compactado).

Após o preenchimento de terra, aterro, a mesma é compactada a fim de ficar cerca de 5 cm abaixo do nível das cintas. Então, o volume restante é preenchido com brita para minimizar a influência da umidade no concreto, não o deixando em contato direto com a terra.

O passo seguinte é iniciar a concretagem do contrapiso para posteriormente executar a estrutura do primeiro pavimento.

wp_20150302_002
Concretagem do contrapiso.

Como pode ser observado na imagem acima, existem 3 etapas sendo executadas ao mesmo tempo neste ponto: compactação da terra (ao fundo), preenchimento de brita (meio e fundo) e concretagem do contrapiso (porção frontal).

Essa escala de tarefas foi planejada para dinamizar o serviço, uma vez que o tempo necessário para cada execução de cada tarefa permitia a finalização sequencial da etapa anterior.

Essa estratégia foi bastante utilizada ao longo deste processo construtivo. No próximo post, etapa da obra #10, será possível notar que as formas da estrutura do 1º pavimento começaram a ser executadas a medida que o contrapiso ia avançando até a porção posterior da edificação (fundos) e curando.


Gostou das informações do post? Compartilhe para as tornar úteis para mais gente!
Lembre também de seguir o blog GM e fazer parte da nossa lista de emails.

Advertisements