Após as etapas preliminares, de preparo da obra, limpeza, contenções, fechamento e afins, a primeira fase ligada diretamente à construção do objeto edificado em si é a execução do gabarito.

Sabe para que serve o gabarito?

A principal função do gabarito é ser a referência para locação da obra.

wp_20141107_003
Execução do gabarito da obra

A partir do gabarito que se posiciona onde deve ser construído cada elemento para implantar corretamente a edificação projetada. Esse posicionamento é feito a partir de linhas de referências traçadas sobre os eixos das paredes.

Fica claro entender que o gabarito promove a precisão da execução, por isso ele em si deve ser executado com o máximo de precisão possível para facilitar o posicionamento da edificação dentro do esquadro. O grau de precisão desejado depende do tipo de obra, porte, investimento, dentre outros. A demarcação do gabarito pode ser feita com ou sem instrumentos topográficos, dependendo do intuito. No caso apresentado, a mesma foi feita sem utilização de instrumentos topográficos.

wp_20141110_001
Linhas de transferência dos eixos das paredes, cintas, sapatas e afins.

Então o que é o gabarito? É uma referência, executada com estacas e réguas (sarrafos) de madeira, contornando a implantação da edificação (como uma cerca), nivelada (pode ter mais de um nível) e no esquadro (formando ângulos de 90º), a fim de proporcionar a possibilidade de demarcação mais precisa possível da implantação, geralmente posicionada com uma distância de 120, 150, até 200cm do objeto a ser edificado (para proporcionar espaço de trabalho).

Ele é a ferramenta para possibilitar o processo de transferência da planta baixa do projeto da edificação para o terreno.

A demarcação começa a partir de um ponto de referência conhecido, seja ele um ponto deixado pelo topógrafo, um ponto a partir do alinhamento da rua, do alinhamento do terreno, uma lateral do terreno, etc..

wp_20141106_001
Processo de demarcação do gabarito a partir de piquetes e linhas após o nivelamento dos fundos.

Deste ponto é fixada uma estaca, adota-se um nível de referência (geralmente 1m) traçada a reta inicial do perímetro do gabarito a partir de um segundo ponto e posteriormente os demais pontos são traçados e nivelados com referência no inicial.

O nivelamento é feito com mangueiras de nível e o esquadro é tirado a partir de um triângulo de 3, 4 e 5m  ou 0,9, 1,2 e 1,5m(Pitágoras, lembra?).

No caso em estudo, quando foram traçados os pontos mestres do perímetro do gabarito e os mesmos foram nivelados, acabou sendo evidenciado um leve desnível no terreno, o levou à necessidade de corte de parte do mesmo na porção posterior esquerda do terreno (parte esquerda dos fundos).

wp_20141105_001
Nivelamento do terreno

Obs: paralelamente à execução do gabarito, os pilares dos muros foram executados. É possível ver portanto, ao fundo desta última imagem, a forma dos mesmos..


Gostou do post, tem alguma dúvida ou gostaria de deixar um comentário? Insira sua mensagem abaixo e lembre de curtir o blog! =]

Advertisements